Prefeitura de Queimados - Mais Trabalho e Novas Conquistas
Facebook   Instagram   Youtube   Flickr   Blogspot

Noticías


Pequenos combatentes: Alunos de escola pública de Queimados entram na guerra contra o Aedes aegypti

As crianças deram um show de sabedoria e apresentaram para os adultos diversas formas de combater o mosquito

21/05/2019 19:07

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

A guerra contra o Aedes Aegypti ganhará um grande reforço: Os pequenos alunos da Escola Municipal Carlos Pereira Neto, em Queimados. Eles estão super treinados para dar um fim no mosquito transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya. Com o tema “Escola sem mosquito: Comunicação, informação e prevenção”, os 630 pequenos deram um show de sabedoria ao apresentar para os pais e responsáveis algumas formas de combater esse mal em 10 minutos, num evento realizado nesta terça (21) na unidade de ensino.

A ação realizada pela Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Educação, faz parte do projeto “A Comunicação que nos Aproxima”. A escolha do tema foi para alertar os moradores da região sobre a importância de embarcarem na luta contra o mosquito. De acordo com o último LIRAa (Levantamento Rápido do Índice de Infestação doAedes Aegypti), realizado em maio, o bairro São Roque – onde fica a escola- está em sinal de alerta, com 2,75% de foco.

Com apresentações teatrais, musicais e experiências mirabolantes, os pequenos mostraram que sacam muito do assunto. Quem esteve no evento foi o prefeito Carlos Vilela e falou sobre a guerra ao mosquito: “Combater o Aedes Aegypti é um dever de todos. A gestão municipal já está fazendo a parte dela, conscientizando a população, fazendo os mutirões de limpeza nos bairros e colocando os agentes de endemias nas ruas durante todo o ano para inspecionar as residências, comércios e terrenos baldios, mas sozinhos não vamos conseguir. É preciso que todo o povo queimadense abrace essa causa e elimine todos os focos de água parada dos seus quintais”, explicou o Prefeito Carlos Vilela.

Acreditando que grandes transformações são iniciadas pela mudança da consciência, o Secretário Municipal de Educação, Lenine Lemos, afirma que a sala de aula é o melhor lugar de aprendizado. “As crianças podem se tornar grandes fiscais contra a Dengue e ajudar os pais no combate do mosquito, pois eles sempre vão chamar a atenção dos adultos ao verem focos de água parada espalhados pelos quintais”, destacou.

Pequenos multiplicadores

Aprendendo na escola e ensinando em casa. Após colocar a mão na massa e pesquisar bastante sobre formas de combater o Aedes Aegypti, a pequena Gabrielle Santana (10) já se sente experiente no assunto. “Existe uma pequena armadilha, conhecida como mosquitérica para capturar o mosquito enquanto ele ainda é uma larva que é bem simples de fazer. Precisamos apenas de uma garrafa pet, tela de tecido e uma isca, que pode ser arroz ou alpiste. Já até expliquei a minha mãe como faz para acabarmos de vez com esse mal em casa”, explicou a aluna do 5º ano que mora no bairro Jardim Alzira.

Outra experiente no assunto é a pequena "mosquitinha", Priscila Martins (9), vestida a caráter para apresentar seu espetáculo, ela deu um show de sabedoria. “Sempre ajudo a minha mãe a fazer aquela vistoria no quintal para eliminar todos os focos de mosquito. Assim, evitamos que nós e os nossos vizinhos sejam contaminados e fiquem doentes”, afirmou a moradora do bairro São Miguel.

Apesar do reforço dos alunos, a responsabilidade é de todos. Em casos de terrenos abandonados e focos do Aedes Aegypti nas casas, a população precisa ligar para o Disque-Dengue pelo (21) 2665-3939 e solicitar os agentes de endemias no local para a fiscalização e eliminação do criadouro. 

Últimas Notícias

keyboard_arrow_left
    

Novos equipamentos de proteção individual serão distribuídos entre agentes públicos e população. Doação é fruto de parceria entre a Prefeitura, o Consórcio Intermunicipal de Saúde da Baixada Fluminense e a Amil

Serviço, que é oferecido gratuitamente, atenderá também pessoas com Psoríase, Artrite Reumatoide, Retocolite Ulcerativa, entre outros transtornos

Ferramenta disponibilizada no site da Prefeitura permite acessar dados atualizados da doença no município

Decreto publicado no Diário Oficial desta terça-feira (30) lista medidas que incluem liberação de academias e da feira dominical

Exclusiva para gestantes e puérperas, unidade está ligada à Maternidade Municipal. Pacientes terão acesso a serviços como pré-natal, pediatria, puericultura, ginecologia, teste do pezinho e exames rápidos de IST's

Interessados devem ter experiência em atendimento a crianças e adolescentes. Vencimentos chegam a R$ 1.327,27 e inscrições pela internet terminarão em 30 de junho

Candidatos terão até 13 de julho para entregar documentação exigida no edital. Total de 64 profissionais serão empossados

Salas de tomógrafo e eletroencefalograma, três unidades básicas e base do SAMU serão entregues à população a partir desta segunda (22)

    
keyboard_arrow_right
Facebook     Twitter     Youtube     Flickr     Blogspot